23 de ago de 2012

Arariboard 1.0 em Waterdeep

E finalmente, eis que chega às terras niteroienses a nau lúdica!
Depois de muitas confabulações, tentativas vãs, desencontros, desalojamentos, um grupo de fiéis e destemidos jogadores (Eduardo, Carlos, Fabrício e Renata) se reuniram no velho Jambeiro para celebrar a maior manifestação lúdica dos gamers, a jogatina!

Era um encontro inicial, sem compromisso, mas o grupo já foi batizado de Arariboard, junção do nome do fundador indígena da cidade de Niterói, Araribóia, com "board" (tabuleiro). Agora é oficial e teremos que manter nossos juramentos de retornar à jogatina de modo fiel, na saúde e na doença, com lançamento ou clássicos, com sorte ou estratégia, até que os pontos de vitória acabem!

Depois de um bom bate papo sobre jogos, claro, resolvemos por conhecer Lords of Waterdeep, trazido pelo Carlos, mas que nenhum dos quatro ainda tinha jogado.

LORDS OF WATERDEEP
(2 a 5 jogadores / +12 / 60 min)

"Waterdeep, a Cidade dos Esplendores - a jóia mais resplandecente de Forgotten Realms, e um covil de intriga política e negócios obscuros nos becos.  Os jogadores são senhores poderosos que disputam o controle desta grande cidade. Seus tesouros e recursos estão prontos para serem pegos, e o que não pode ser adquirido através de trapaças e negociações, devem ser tomados pela força!"


Mais um jogo da franquia D&D, mas com uma pegada totalmente euro. Cada jogador é um Lord dessa grande cidade, com influências em determinados tipos de ações. Cada jogador deve realizar várias quests ao longo do jogo, que combinada com as influências de seu Lord, podem gerar muitos pontos no fnal.


As mecânicas são, basicamente, alocação de trabalhadores e set colection. Existem alguns prédios iniciais na cidade que fornecem benefícios, outros prédios podem e devem ser construídos ao longo do jogo, onde seus trabalhadores devem ser alojados. Esses benefícios auxiliarão na resolução das quests que gerarão pontos de vitória.

mapa da cidade de Waterdeep
Com essa premissa simples, o jogo transforma-se numa batalha por pontos, com intrigas e acusações sendo trocadas por todos os lados. O score é disputado a cada uma das 9 rodadas, ficar para trás não é uma opção, tem que lutar o tempo todo, marcar pontos sempre. 
  
detalhe do tabuleiro do jogador
A liderança da partida foi alternada durante boa parte do jogo pelos meninos, enquanto eu ficava desesperadamente para trás. Somente a partir da quinta rodada, minhas melhores quests começaram a sair (auxiliado pela chegada do 3º trabalhador) e consegui me manter próxima a eles. 

"Guerreiros, preciso de mais guerreiros!"
Carlos e Eduardo começaram a travar uma batalha de alternância de liderança, seguidos de perto por Fabrício. Mas o jogo foi definido na pontuação final, quando computamos os pontos extras dos benefícios dos Lords. Concentrei todas as minhas quests nos dois tipos que me dariam bônus ao final do jogo, e com isso, consegui ultrapassar a pontuação dos meninos. Fabrício foi o único a não usar esse benefício, pois realizou quests de outros tipos, e isso se refletiu no placar final dele, mostrando que esse não pode ser um fator de escolha e faz toda a diferença para o jogo.

Colocação:
Renata 126 pontos
Eduardo 121 pontos
           Carlos 120 pontos
           Fabrício 97 pontos

Carlos, Fabrício e Eduardo
Todos gostaram muito do jogo, pode-se dizer que é um euro médio leve, com interação proporcionada pelas cartas de intriga e os aluguéis dos prédios. Rola uma negociaçãozinha e um leve joguinho de poder. Mas, o mais importante é que foi divertido, uma ótima maneira de inaugurarmos o grupo, e que venham os próximos encontros!

4 comentários:

  1. Muito bom o nome Rê.. vida longa ao Arariboard... =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Cacá!!!
      Coisas de Fabrício ^-^, espero que o nome traga boa sorte ;)

      Excluir
  2. Legal Renata,nasceu mais um grupo então oficialmente, daqui a pouco já ta fazendo um ano a criança... eu curto muito ler os relatos das jogatinas da galera.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom,, Jefferson! E que os deuses do tabuleiro te ouçam ^^

      Excluir