6 de nov de 2011

E o Castelo vai a Essen

Um dos sábados mais aguardados do mês de outubro foi este último dia 29, quando pudemos desfrutar das novidades que os amigos Warny e Victor trouxeram de Essen. (saiba mais sobre a Feira de Tabuleiros aqui

Aproveitei pra pegar algumas palavrinhas com os dois sobre como foi a viagem que vocês podem conferir no vídeo abaixo.



Quando cheguei, o Spoleto já estava lotado, com praticamente todas as mesas cheias, e já invadindo a área do restaurante em si. Rapidamente falei com os amigos e registrei algumas mesas antes que entrasse na minha própria imersão lúdica.

SMALL WORD TUNNELS
2 a 6 jogadores / +8 / 80 min

“Small World é um jogo de civilização onde os jogadores se confrontam para conquistar e controlar um mundo que é pequeno demais para acomodar a todos! Cada civilização é formada pela combinação de uma raça com suas próprias habilidades mais um poder especial único, podendo se formar diversas combinações diferentes.“

Logo de cara Dani Balard e Rayana terminavam um mega combo (sem pipoca) do Small World, que usando a expansão Tunnels, juntou o primeiro jogo com o Underground.

Os dois tabuleiros de Small Word juntos (foto by Shamou)

Sobre a união dos tabuleiro: “Não muda muita coisa. Você não precisa mais carregar 4 mapas, bastam 2. Não ficam nenhuma raça nem poder inutilizados. O que muda, mais estrategicamente, é que os tabuleiros ficam isolados, então você tem vários gargalos óbvios para se manter território. Outra coisa legal é que as raças do Underworld só podem entrar no tabuleiro por baixo, e as outras por cima, logo vão ter vezes que a raça que você ia pegar não pode entrar batendo em quem você quer.” (Balard)

Numa rara folga dos estudos da Ray, ela compareceu pra marcar presença mesmo!
Colocação:
1º Rayana
2º Denis
           3º Gian
           4º Dani Balard

TRAJAN
2 a 4 jogadores / +12 / 90 min

“Ambientado na Roma Antiga, os jogadores devem aumentar sua influência e poder em várias áreas da vida romana, como influência política, comércio, domínio militar e outros itens importantes da cultura romana. O jogador tem seis ações possíveis: construção, comércio, levar tiles do fórum, uso militar, influenciar o Senado, e colocar tiles de Trajan em seu quadro.”


Mais um título do aclamado Stefan Feld, era um dos jogos mais aguardados da Spiel-Essen 2011. E não a toa, foi um dos primeiros a ganharem mesa assim que desembarcaram no Brasil e já se tornar o queridinho de muitas hot lists.

Detalhes dos tabuleiros do jogo.
“Achei o Trajan   s e n s a c i o n a l  !!!  Se não for o o melhor jogo do Stefan Feld, está sem dúvida nenhuma entre os melhores (para mim).  Possui uma mecânica bem variada, diversos caminhos para a vitória, uma alocação de peças maravilhosa em um "círculo da morte"! Mas pede uma marcação muito cerrada... se um dos jogadores se decider pelo "caminho" militar, por exemplo, e nenhum dos outros o "marcar", haverá para ele, uma grande chance de vitória.” (Gian)

“Trajam é excelente! O 2º melhor jogo do Feld para mim. (O 1º ainda é o In The Year of the Dragon.)” (Victor)

Gian e Victor, pensativos analisando as jogadas.
Esta primeira partida no Castelo contou com a presença de Victor, Warny, Gian e Luciana, que ficou feliz por quase conseguir dar uma volta na pontuação. Mas não foi dessa vez que ela se livrou do apelido, mas está retomando o posto de vencedora:
Colocação:
Luciana 207 pontos
Victor 187 pontos
           Gian 162 pontos
           Warny 141 pontos

DUNGEON PETZ
2 a 4 jogadores / +13 / 90 min

“Torne-se o líder de uma família de imp (demônios) que acaba de começar um novo negócio - a criação e venda de animais de estimação. É ambientado no mundo de "Dungeon Lords", e através de colocação de trabalhadores para criação de filhotes de criaturas, o jogador deverá vendê-los como criaturas assustadoras e desenvolvidas e ainda participar de concursos para animais de estimação.”

Outro título aguardadíssimo (e com imps fofos) ganhou uma mesa no inicio do evento, e mesmo depois do término do jogo, permaneceu montada para apreciação dos gamers de plantão.

Bob, Fel, Groo (cabecinha) e Cacá (cortado) criando seus monstrinhos de estimação.
"Abrimos o Dungeon Petz em 4 pessoas. Outro jogo do Vlaada Chvátil pensado para 4 pessoas, com gambiarras para menos jogadores. Arte fora de série, tema muito bem implementado, manual gostoso de ler. Jogamos em 2h, learning session. Ele tem mais regras do que o Dungeon Lords mas "engrena" muito melhor. Você precisa criar, vender, expor e gerenciar os petz ao longo do jogo. Bem gostoso de jogar, menos punitivo e mais divertido do que o Dungeon Lords. Bem diferente do Lords para justificar ter os dois na coleção mas é mais um gamer's game alto nível do Vlaada.” (Fel Barros)

Fel Bazinga! contra Groo, mão de ouro que ganhou o jogo.
Colocação:
1º Groo
2º Cacá
           3º Fel
           4º Bob

VANUATU
3 a 5 jogadores / +13 / 90 min

“Você é um “Vanuatuniano” e precisa prosperar durante os oito turnos do jogo, gerenciando os recursos naturais, itens raros, vatus (moeda local) e turistas. Para ganhar dinheiro ou pontos de prosperidade, você também pode desenhar na areia, transportar turistas por todas as ilhas de Vanuatu  ou negociar com países estrangeiros.”


Outra novidade de Essen, os ilhéus Filipe, Leandro e Nuno disputavam a conquista da Ilha.

Leandro "Vanuatuniano"


LAST WILL
2 a 5 jogadores / +11 / 60 min

“Como seu último desejo, seu tio rico afirmou que todos os seus milhões iriam para o sobrinho que melhor puder  desfrutar de seu dinheiro. Como saber  quem será o sobrinho que ficará rico? Será dado, a cada um, uma grande quantia de dinheiro e quem  gastá-lo primeiro será o herdeiro legítimo. Visite os teatros mais exclusivos ou coma nos restaurantes mais caros. Compre imóveis antigos por preço de novos e venda-os como ruínas. Dê uma grande festa em sua mansão ou no seu barco privado. Sua vida vai depender disso: gastar para tornar-se rico! Se você for o primeiro a acabar com o seu dinheiro, irá receber o restante da sua herança - oh, e ganhará o jogo.”

Sem dúvida o segundo mais aclamado de Essen nesse sábado, foram 2 mesas e sempre com ótimas análises ao final.

1º  mesa: Gian, Nuno, Warny, Braga e Leandro
“É um jogo delicioso. Ele subverte os princípios fundamentais dos jogos e, creio eu, do pensamento humano. Desloca-se a lógica do acúmulo de riqueza e o foco passa a ser "gastar o máximo possível, de uma forma otimizada, no menor espaço de tempo". O jogador precisa, em 7 rodadas, gastar o seu capital inicial (70 dinheiros) utilizando os recursos que o jogo lhe provê, como por exemplo, a compra de propriedades (dividida em imóveis urbanos e rurais), jantares, passeios de iate etc. Mas não basta exaurir tudo, o ideal é ficar com o maior saldo devedor possível!!! O grande problema a ser administrado é que justamente os objetos que permitirão ao jogador gastar mais a cada rodada (imóveis), não lhe permitirão ganhar o jogo, pois uma das condições para a vitória é não possuir qualquer propriedade! Outro agravante, existe uma chance de você vender a sua propriedade por um valor alto, e receber esta "bolada" bem no final do jogo, mas nestas circunstâncias, você poderá precisar "se livrar" de, por exemplo, 25 dinheiros nas duas últimas rodadas (experiência própria).” (Gian, show de bola) 


2º mesa: Gian, Tati, Leandro, Fel e Groo, com a vitória acurácia (rss) do Fel, fechando em 0 dinheiro. 
“Last Will é outro jogo com uma temática bem interessante. Você gasta dinheiro ao invés de ganhar. Mecanicamente, é bem simples, com gerenciamento de mão e recursos, tentar fazer as negociações com suas propriedades e falir antes de 7 rodadas. Jogo de 1h, com caminhos bem distintos pra vitória. Forte candidato para quem está atrás de Medium/Light de 1h.” (Fel Barros)

BANG!
4 a 7 jogadores / +8 / 30 min

“No velho oeste, o Xerife, auxiliado pelos seus dois vices, precisa manter a ordem e caçar os foras-da-lei, mas eles e um renegado só querem a cabeça do xerife! É um jogo de mata a mata com muito blefe, duelos, dinamites e cerveja.”




Enquanto tirava as fotos, fui convocada pra uma mesa de Máfia que acabou virando Bang porque o Shamou precisava ir almoçar e eu não sabia explicar o primeiro jogo.

Shamou com Máfia, mas não rolou.
Então, aproveitei pra conhecer um monte de gente nova e leva-los para o faroeste italiano. Logo em seguida, chegaram Dani Malavasi com seu irmão Raul, e começamos o tiroteio com Jean, Cacá, Guilherme e Zé.

Cacá era o xerife, que viria a ser o alvo de todos os foras da lei. Como (quase) sempre, sai com o Renegado, mas precisava sentir como seria o jogo com o pessoal que ainda não conhecia. Dani (agora sim, COMO SEMPRE) fazendo aquele joguinho de sou bonzinho, sou o vice legal do xerife. Quem conhece a peça, sabe que invariavelmente ele é o Renegado e jura até a morte que está do lado dos mocinhos. Como desta vez eu sabia que ele não poderia ser o bandidão, só tratei de alertar o pessoal que não o conhecia pra não cair na larota dele. Ao perguntar ao Raul se ele era tão mau quanto o Dani, recebo a resposta de que era pior! Tive que arregalar meus quatro olhos sobre essa família Malavasi!

Xerife Cacá puxou duelo, mas não tinha munição suficiente e tomou tiro.
O jogo começou calmo, com os meninos poupando o tiroteio, querendo se conhecer. Rolou até descarte duplo de “bang”!!!! Desperdício u.u Mas logo o pessoal se revelou, e os Malavasis assumiram-se vices ao lado do Xerife, enquanto bandidos e mocinhos se uniram para derrotar a renegada aqui, que sem “mancato” nem “birra” morreu rapidinho.

Depois foi a vez do Zé que, tendo apenas 3 vidas, puxou uma dinamite e a maldita explodiu na sua própria mão.

Mas eles foram com muito fogo ao pote, e a dupla de vices (que pela primeira vez vejo servirem pra alguma coisa) junto com o xerife, conseguiram derrotar os bandidos e ganharem o jogo.

 
DRUM ROLL
2 a 4 jogadores / +12 / 90 min

"No começo do século XX, quatro circos viajam pela Europa, apresentando seus espetáculos e encantando o público. Cada jogador comanda um desses circos, e deve providenciar que o show seja o melhor possível, contratando artistas, comprando equipamentos, figurino e pessoal. Após 3 espetáculos, aquele que conseguir mais pontos de prestígio é o vencedor."


Era chegada a hora de botar na mesa toda minha elegância (ou falta dela) para explicar o Drum Roll. Na mesa, eu, Lu, Filipe e Victor. O jogo tem um visual muito forte, com cores vivas e ricamente ilustrado com os elementos circenses. Inclusive, o jogo é totalmente iconográfico, independente de idioma, o que deve ter sido uma estratégia dos autores gregos, para conquistarem o público mundial.


Mas é justamente na sua iconografia, por ser tão diversa, que é preciso ficar muito atento aos detalhes. Para uma primeira partida, precisamos constantemente retomar ao manual para consultar seus significados. Mas depois, precisando explicar o jogo uma segunda vez, já notei que as regras vieram mais facilmente, precisando consultar pouca coisa para refrescar a memória.

Tabuleiro do jogador com os artistas  equipados.

Não se espante com o visual "bonitinho", ele é bem disputado, é preciso pensar bem como e quando conseguir seus produtos (vestimenta, equipamentos), ter o bom auxílio de profissionais (que lhe dão benefícios ao longo do jogo), e planejar a vitória para o final, visando conquista os pontos bônus além dos pontos dados pelos artistas.

Quem conseguiu fazer isso muito bem foi a Lu, que já na primeira partida conseguiu mais de oito artistas no seu circo! O que é um grande feito, porque o custo de manutenção é alto, e o dinheiro é relativamente curto.
É preciso ter atenção, pois as penalidades vão diretamente nos pontos de prestígio, e cada ponto conta no final!
Tabuleiro central antes da contagem final de pontos.

Foi minha primeira partida by Essen 2011 e recomendo!

“É um jogo legal, melhor do que eu pensava (tinha medo que fosse palha).” (Victor)

Colocação:
1° Lu 54 pontos
2° Filipe 45 pontos
           3° Victor 45 pontos
           4° Renata 41 pontos


OS COLONIZADORES DE CATAN
3 a 4 jogadores / +10 / 90 min

"Colonos disputam o domínio de uma ilha construindo vilas, estradas e cidades. Os jogadores devem decidir cuidadosamente onde construir, pois os terrenos permitem a exploração de recursos diferentes como trigo, ovelhas, madeira, tijolos e pedras que permitirão sua evolução. Além de um mercado de troca entre os jogadores e o porto."

Se não me engano, pelo que pude acompanhar, rolaram umas 3 mesas de Catan, mas podem ter sido mais. Não tem como, é sucesso absoluto em qualquer jogatina. O mais interessante era ver a interação de diferentes gerações. Em uma das mesas, jogavam avó, mãe e neto, imagem linda de se ver!


Dados, dados, trigo, ovelha, madeira, tijolo ou minério? ...

... Ladrão!
Na mesa do Daniel Malavasi, Jano, Eduardo e Fernanda, ela saiu vencedora. Mulheres detonando!



TALUVA
2 a 4 jogadores / +10 / 40 min

"Jogo tático de colocação de tiles em uma ilha do pacífico. Jogadores expandem suas vilas, criam templos e fazem a ilha crescer para os lados e para cima."




Em seguida, a turminha acima embarcou no Taluva para explorar mais uma ilha.  
Desta vez foi Jano quem garantiu a vitória.

detalhe do tabuleiro (BGG)

Outras mesas: Eaten by Zombies, Lancaster, Gonzaga, Dice Town, Stone Age, Torrecopos, The Speicherstadt, Cartagena, Carcassonne, Saboteur, Citadels, San Juan, 7 Wonders  e muiiiiiitas outras que rolaram ao longo do dia até as 22h da noite.

Dice Town

Eaten by Zombies, outra novidade de Essen.

Cláudio na mesa do Gonzaga.

Gláucio e Cláudio no Lancaster.

Jogos a venda.


Nos sorteios do final de tarde, Victor e Dani Malavasi garantiram seus presentes.

Victor, flamenguista até no tabuleiro!
"Pelo menos nesse jogo eu tenho que vencer alguma vez!" (Daniel)
Fecho este post agradecendo ao Victor por, não apenas ter se lembrado de mim durante a viagem, mas por ter tido o carinho de trazer um chaveiro foférrimo do Hagrid by Lego (Harry Potter) pra mim. "Bigaduuu".
Fofo *_______*


(No site do Castelo tem mais de cem fotos do dia feitas pelo Shamou).

10 comentários:

  1. Excelente. Alto nível dos posts!

    ResponderExcluir
  2. RE PALHEIROS, ótimo session report e edição do vídeo. Que legal que gostou do Lego hagrid :)

    ResponderExcluir
  3. A edição do vídeo ficou muito boa! E Trajan realmente é excelente hehe

    ResponderExcluir
  4. muito bom o post... o evento foi nota 10 mesmo (como de costume)... =D

    ResponderExcluir
  5. blog sensacional, espero uma visita no meu tbm (sou amante de boardgame tbm)

    ResponderExcluir
  6. warny, vc é suspeito!
    Obrigada, cacá ^^

    Issao, valeu! Já acompanhava as empreitadas da turma do estudio A pelo FB do Roger. Não conhecia o blog. Mas agora já está linkado! ;)

    ResponderExcluir
  7. Desculpe a demora, amiga, problemas de conexao!

    O video ficou e-x-c-e-l-e-n-t-e!

    Boa sacada a sua!

    Parabens...

    ResponderExcluir
  8. Sabe a parte que mais gosto no video?
    A mao do garcom que fica passando!

    ResponderExcluir
  9. Shiiii, era segredo, ninguém tinha visto!
    :D

    pior é a parte que ele entra de corpo inteiro e fica olhando com cara de bobo pra câmera, mas essa eu tirei ^^

    ResponderExcluir