22 de ago de 2012

Essen'12


Ainda estamos em agosto, mas o mercado gamer já está agitado com a aproximação da maior feira mundial de jogos de tabuleiro: Internationale Spieltage SPIEL, para os íntimos: Essen, o nome da cidade sede. Este ano a festa acontecerá dos dias 18 a 21 de outubro.


A lista oficial de jogos e expositores só é oficialmente liberada em outubro, mas, pra esquentarmos os burburinhos dos bastidores, preparamos uma relação de alguns dos destaques deste anos. Além dos jogos listados aqui, também temos uma GeekList no BGG para acompanhar e comentarmos jogo a jogo.

A impressão que tenho é que a edição deste ano está inferior a de 2011, sem tantos lançamentos bombásticos e super aguardados, e com temáticas repetitivas. Prevalecem o lançamento de expansões de jogos de sucesso e muitas iniciativas de financiamento coletivo. Mas vamos aos destaques!

TOKAIDO
(2 a 5 jogadores / +8 / 45 min) 

Autor: Antoine Bauza
Ilustrador: Xavier Gueniffey Durin

"Em Tokaido, cada jogador é um viajante que cruza a "East Sea Road", uma das estradas mais belas do Japão. Ao viajar, você vai conhecer pessoas, saborear pratos finos, coletar belos itens, descobrir grandes paisagens, e visitar templos e lugares selvagens, mas no final do dia, quando todos chegaram ao final da estrada, você vai ter que ser um viajante único, que tenha descoberto as coisas mais interessantes e variadas. Através de um humor original zen, Tokaido é um jogo estratégico ao ser extraordinariamente tranqüilo e fácil de aprender."

Antoine Bauza é autor do sucesso 7 Wonders Xavier Gueniffey Durin conferiu ao jogo um dos visuais mais elegantes possíveis, captando a essência da arte japonesa, de forma vívida e delicada.



Para a exposição, a empresa do jogo, Funforge, promete algumas cartas promo além de desconto para pré-venda:




SEASONS
(2 a 4 jogadores / +14 / 60 min) 

Autor: Régis Bonnessée
Ilustrador: Xavier Gueniffey Durin



"Os maiores magos do reino se reuniram no coração da floresta  Argos, onde o lendário torneio das 12 temporadas está ocorrendo. No final da competição de três anos, o novo Arquimago do reino de Xidit será escolhido dentre os concorrentes."

Aproveitando o embalo, outro jogo com destaque deste ano, também leva a assinatura de Durin na arte. Bonnessée é autor de Fábula, também da Asmodee / Libellud.  


Seasons usa mecânicas básicas de deck de cartas e dados, usados em dois turnos distintos. O jogo ainda está em pré-venda, mas há uma versão beta no Boardgame Arena para jogar em tempo real.


 ARCHIPELAGO
 (2 a 5 jogadores / +14 / 90 min) 

Autor: Christophe Boelinger
Ilustradores: Vincent Boulanger, Ismaël, Chris Quilliams

"Os jogadores são potências renascentistas européias explorando um arquipélago do Caribe. Eles vão explorar territórios, recursos, usar esses recursos, tanto no mercado interno quanto externo (vendendo para a Europa), construir mercados, portos, cidades e templos, e negociar entre si (e talvez trair um ao outro) - tudo isso para completar seus objetivos secretos. Eles também terão que adivinhar o objetivo secreto dos outros jogadores para poderem se beneficiar deles."

Archipelago é, sem sombra de dúvidas, um dos grandes arrasa-quarteirões deste ano. Um grande jogo de aventura, economia e civilização, com a caixa repleta de componentes que tanto adoramos e uma arte coletiva de encher os olhos.



As regras do jogo já estão disponíveis no site da Ludically, e um dos detalhes que chamam a atenção é o sistema de controle de nivel do jogo através das cartas de objetivo, divididas em jogo curto, médio e longo, permitindo que os jogadores aproveitem o jogo quando não dispuserem de uma tarde inteira livre.



CLASH OF CULTURES
 (2 a 4 jogadores / +12 / 240 min) 

Autor: Christian Marcussen
Ilustrador: Chris Quilliams

"Cada jogador conduz uma civilização para um poderoso império. Devem explorar os arredores, construir grandes cidades, fazer avanços tecnológicos e conquistar aqueles que estiverem no caminho. O jogo apresenta uma placa modular para os jogadores explorarem, 48 progressos distintos, sete poderosas maravilhas, miniaturas e cartões. O vencedor irá criar uma cultura que será lembrado e admirado por milênios."

 Marcussen é autor de Merchants & Marauders, grande sucesso de 2010, também lançado pela Z-Man Games. As imagens ainda são de protótipos, e o autor prometeu as regras para o próximo mês. Mas o pouco que temos já prediz um grande jogo de civilização.


DIE LEGENDEN VON ANDOR
                           (2 a 4 jogadores / +10 / 60 min) 

Autor: Michael Menzel
Ilustrador: Michael Menzel

"Andor é um mundo em perigo. Os inimigos estão perto de nossos muros, saido de florestas e montanhas. Felizmente, um pequeno grupo de heróis nos representará contra os atacantes. Mas eles são poucos, mesmo com habilidades únicas. É o inimigo insidioso e sempre pronto, temos de lutar e resistir."

 "As Lendas de Andor" é o jogo de estréia de Michael Menzel, um dos maiores ilustradores de boardgames do mundo (pra mim o maior *_*), que ele começou a criar quando o filho nasceu há 5 anos atrás. Com lançamento previsto para setembro, pouco se sabe ainda sobre as mecânicas, apenas que é um jogo cooperativo. Mas, como diferencial, estão lançando um jogo paralelo online, como um rpg, e o primeiro capítulo do livro já está online. Estarei de olho nele a todo tempo, e preparando uma resenha especial com mais cuidado. 
 


CO2
                              (1 a 5 jogadores / +12 / 120 min) 

Autor: Vital Lacerda
Ilustradores: Paula Simonetti, Giacomo Tappainer

"Nos anos 70, os governos do mundo enfrentaram uma demanda sem precedentes de energia, e usinas poluentes foram construídas em todos os lugares. Se a poluição não for interrompida, será o fim do jogo para todos nós. Em CO₂, cada jogador é o CEO de uma empresa de energia respondendo a pedidos do governo para novos projetos de energia verde. O objetivo é impedir o aumento da poluição, enquanto atende a crescente demanda por energia sustentável - e, claro, lucrando com isso."



Vital Lacerda estreiou em 2010 com o excelente jogo Vinhos, e já na feira do ano passado apresentou seu protótipo do CO² que agora vemos se tornar realidade. Como seu jogo anterior, este é um complexo jogo econômico, mas com mecânicas de controle de área, cartas e workplacement. As regras já estão disponíveis para download.

Para quem fizer a pré-order com a Giochix.it, ganhará a expansão bônus Arctic.

THE DOCTOR WHO CARD GAME
 (3 a 4 jogadores / +13 / 60 min)  

Autor: Martin Wallace


Para um cardgame de franquia televisiva, ele chegou fazendo muito barulho! Isso porque aliaram o sucesso da série britânica Dr. Who com o sucesso dos boardgames Martin Wallace (Discword, Automobile, Age of Steam). Espera-se que este jogo supere em qualidade as dezenas de jogos menores com a marca do Mestre do Tempo que já lançaram. 
A mecânica é muito simples, cada jogador deve tentar controlar um local que lhe dará pontos de vitória. Doctor e seus companions tem seus valores somados contra as cartas dos inimigos, e quem tiver valor maior ganha (muito resumidamente é isso). 


A grande nostalgia para os fãs da série é poder jogar com seus personagens favoritos, lutar contra os maléficos Daleks e Cybermen, etc. A arte é feita com stills da 6ª temporada da série, com o 11º Doctor.
Pegue sua chave de fenda sônica, entre na Tardis e grite "Allons-y" (team 10º Doctor)!


MYRMES
                               (2 a 4 jogadores / +? / 75 min) 

Autor: Yoann Levet
Ilustrador: Arnaud Demaegd

"Os jogadores controlam colônias de formigas e as usam para explorar a terra (deixando em seu rastro os feromônios); juntam pedra, terra e pulgões; lutam com outras formigas; atendem pedidos da Rainha; produzem novas formigas, e tentam dominar o seu pequeno pedaço de terra para marcar pontos e provar que eles pertencem ao topo da pilha, ops, formigueiro. Depois de três temporadas de escavação e alimentação, cada colônia de formigas enfrenta um inverno rigoroso que vai testar sua força colonial."



Em termos de jogo, cada jogador tem um tabuleiro individual para acompanhar o que está acontecendo dentro de sua colônia - isto é, se os enfermeiros estão cuidando das larvas ou fazendo outras coisas, onde as larvas estão em seu processo de crescimento, os recursos que a colônia tem, quais ações estão disponíveis para os trabalhadores quando eles saem da colônia, e assim por diante. O tabuleiro central mostra a paisagem do lado de fora do túnel de saída que todos as colônias compartilham; depois de sair do túnel, formigas trabalhadoras podem se mover sobre o terreno e colocar feromônios (que lhes dá acesso a cubos de recursos), caçar presas ou colocar tiles especiais.


1969
 (2 a 5 jogadores / +13 / 60 min)  

Autores: Aureliano Buonfino, Andrea Crespi, Lorenzo Silva, Lorenzo Tucci Sorrentino
Ilustrador: Giulia Ghigini


"Em 1969, este concurso prestígio vai decidir quem é o líder mundial - quem vai ganhar? Os E.U.A.? A U.R.S.S.? Ou uma nação da velha Europa, talvez? Quem será capaz de construir o foguete mais avançado tecnologicamente e levar o homem à Lua sem bater? Você será capaz de defender o seu programa espacial dos sabotadores enviados pelos outros poderes mundiais?"


Essa é a premissa desse jogo espacial que tem como mecânicas apenas cartas e dados. Cada jogador deve realizar pequenas missões para conseguir pontos de prestígio. Para os aficcionados por ficção científica, o charme fica por conta do planjemanto científico, contratando cientistas, desenvolvendo projetos e traçando a rota dos foguetes, mas nada muito complexo.


OH NO... INVASION
                                     (3 a 5 jogadores / +12 / 30 min)  

Autor: Joost Das
Ilustrador: Joost Das

um jogo cooperativo sobre uma pequena comunidade de estações espaciais em algum canto estranho da galáxia. Um dos jogadores começa como capitão destas estações, que vêem sua paz e tranquilidade rudemente interrompida quando um Spawnmonster Classe-A aparece de repente no meio deles."

Cardgame com setcolection e cooperativo bem legalzinho. Cada alien ataca um tipo de equipamento e acopla-se às estações espaciais. Os jogadores precisam ir eliminando essas pragas enquanto equipam melhor suas estações. Enquanto isso, há um grande monstro que ganha escudos de proteção, e para vencer o jogo, é preciso remover todos esses escudos para poder matar o monstrão.

 

O autor já disponibilizou um video no youtube bem dinâmico e explicativo. E na feira, para os mil primeiros compradores, terão cinco cartas que brilham no escuro!





Tzolkin: The Mayan Calendar
  (2 a 4 jogadores / +12 / 90 min)  
 
Autores: Simone Luciani, Daniele Tascini
Ilustrador: Milan Vavroň


"Os jogadores representam diferentes tribos maias e devem colocar os seus trabalhadores em gigantes engrenagens conectadas, e como as engrenagens giram eles levam os trabalhadores para pontos de ação diferentes. O jogo termina após uma volta completa da roda dentada central. Há muitos caminhos para a vitória. Agradar os deuses, colocando crânios de cristal em cavernas profundas ou a construção de muitos templos são apenas alguns dos muitos caminhos ..."


O sistema de engrenagens motoras nos jogos, que chamou a atenção no 011 ano passado, retorna agora em Tzolkin, acomplando a engrenagem com o workplacement. É preciso um bom planejamento inicial que durará ao longo do jogo, sem muitas chances de improviso, o que pode não agradar a alguns jogadores, mas o fará com aqueles que gostam de um nivel elevado de estratégia. 




AFRICANA
                              (2 a 4 jogadores / +8 / 60 min)  
 

Autor: Michael Schacht
Ilustrador: Milan Vavroň

"Em Africana, os jogadores viajam pela África, participando de expedições e tentando ser o primeiro a chegar a vários destinos. Com o dinheiro que ganham, eles podem comprar cartões de aventura quando ganham antigüidades preciosas. Africana apresenta o "Livro de Aventuras" sistema de jogo de Valdora Schacht, no qual os jogadores podem adquirir cartões que são usados como livros, com os jogadores "virar as páginas" para encontrar os cartões de aventura que eles mais querem."



 O que mais se destaca mesmo em Africana, a principio e esse livro de aventuras, onde os jogadores vão colocando seus objetivos para construir uma história. Autor de jogos simples, Schacht parece não ter fugido muito a regra com este.


STEAM PARK
                               (2 a 6 jogadores / +10 / 45 min)  
 

Autores: Aureliano Buonfino, Lorenzo Silva, Lorenzo Tucci Sorrentino
Ilustradora: Marie Cardouat

"Você vai construir as atrações do parque mais surpreendentes - mas você também vai precisar gerenciar os funcionários e investir em publicidade para atrair e agradar os diferentes tipos de clientes que o visitam e se tornar o gerente de parques de diversão mais rico de todos os tempos!"

(c) Marie Cardouat
Infelizmente a empresa informou que o jogo não estará mais disponível para Essen, mas achei que valia a pena manter na lista para observações futuras (ou na esperança de que mudem de idéia até outubro). Sou fã confessa da francesa Marie Cardouat, a quem responsabilizo por 80% do sucesso da série Dixit.
Já o trio de autores é o mesmo de 1969, listado anteriormente, que são responsáveis pelo Horse Fever, publicado no Brasil pela Galápagos.


TERRA MYSTICA
                                  (2 a 5 jogadores / +12 / 100 min)  
 

Autores: Jens Drögemüller, Helge Ostertag
Ilustrador: Dennis Lohausen

"Em Terra Mystica habitam 14 diferentes povos em sete paisagens, e cada grupo é ligado a seu ambiente de maneira própria. De modo a desenvolver e crescer, eles devem transformar paisagens vizinhas em seus próprios ambientes competindo com os outros grupos."


Terra Mystica é um jogo com muito pouca sorte que premia planejamento estratégico. Além dos dois autores, o desenvolvimento da mecânica do jogo foi apoiado por Uwe Rosenberg (Agricola).  Drögemüller é autor de The Scepter of Zavandor, o que tem trazido grandes expectativas para este jogo.
 
 
BRIEFCASE
                                     (2 a 4 jogadores / +10 / 45 min)  
 

Autores: Nikolas Sakaloglou, Sotirios Tsantilas
Ilustrador: Antonis Papantoniou

"O mundo dos negócios é um mundo de situações difíceis, que exigem decisões difíceis. Você, como um jovem empreendedor e ambicioso, vai lutar por riqueza. Quais as empresas que você irá adquirir e ativar primeiro? Que tipo de empresa é mais adequada para os primeiros anos do impulso econômico?"

Briefcase é um jogo de deck-building de gestão de recursos. Os jogadores constroem seus próprios impérios por meio da aquisição e ativação de várias empresas. Cada empresa, uma vez activada, proporciona o jogador alguns benefícios. As cartas possuem diversas combinações de ações tornando o jogo cheio de possíveis estratégias.


Artipia é a empresa que lançou o excelente Drum Roll ano passado, e vale meu voto de confiança nesse novo trabalho.  Para Essen, a empresa disponibiliza a carta bônus Factory, e o jogo ainda tem mais 2 expansões bônus.



Como ainda podem sair outros títulos e mais informações sobre os jogos, essa lista pode e deve aumentar.

Outra vedete são as expansões, que este ano ficaram a cargo de Bohnanza (Bohn To Be Wild!), Drum Roll: Mini Expansion, Dungeon Lords: Festival Season, Bang! 10th Anniversary, Peloponnes: Goat Expansion, Vanuatu: The Rising Waters, Alcatraz: The Scapegoat - Maximum Security, Dixit 3, Le Havre: Der Binnenhafen, Yggdrasil: Asgard, Les Dames de Troyes7 Wonders: Cities , Race for the Galaxy: Alien Artifacts, entre outras.

E pra quem curte conseguir aquela promo bacana do jogo, os brindes deste ano são (alguns são gratuitos, outros ofertas especiais) para 7 Wonders: Cities (Louis Armstrong promo card), Cyclades (peças de madeira para substituir as de plástico e uma bolsa para dados coloridos), Cyclades: Hades (expansão The Hecate), Dice Town (estrela de xerife), Drum Roll (carta Dragon Dancers), Gladiatori (set de cartas e a miniatura Garota com a Espada Longa) entre outros.

Façam suas apostas, segurem suas carteiras e divirtam-se! :)
Lembrando, quem quiser participar, nossa GeekList, clique aqui.

12 comentários:

  1. Parabens pelo post Re!!!

    Ficou otimo! E deve ter dado trabalho...

    Ano que vem quero estar la, vamos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luuu, bigaduuu.
      nossa, trabalho do cão, mas valeu a pena.

      Deus te ouça, e 2013 estaremos ricas e de férias para irmos a Essen :P

      Excluir
  2. Excelente post, parabens. Já to até vendo onde vai meu 13º inteiro, hehe.

    abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. huahuahuahuahau, isso é um perigo mesmo, Jesse! Abraços.

      Excluir
  3. Muito bom, Re. Posso acrescentar algumas outras coisas na relação. Lembrando de cabeça:

    Expansao - Eclipse: Rise of the Ancients (acho que vai sair pós Essen)
    Expansão Dungeon Lords: Festival Season
    The great Zimbabwe (novo jogo da Splotter)
    Expansao The Ladies of Troyes
    Oppida: Cities of the Roman Empire
    Massilia
    Agricola: Cave Farmers
    Race for the Galaxy: Alien Artifacts

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. valeu, victor! como disse por email, as expansões estão logo no final do post.
      O Zimbabwe ainda não me convenci (*Fel e Victor me matando neste momento*), mas vou olhar com mais carinho ^^

      Excluir
  4. Uau... parabéns pelo post espetacular... o_O

    O problema, realmente, é controlar o bolso com tanta coisa linda saindo. :)

    ResponderExcluir
  5. Difícil dizer qual arte gostei mais. Belo post, Rê. bjo

    ResponderExcluir
  6. SEASONS... Quero XD

    Nossa, ver esse post me deu saudades de jogar!

    Qta coisa legal vindo, mas esse Seasons foi o que mais me chamou a atenção.

    Pode me convidar pra mesa, ok? XD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Let, volte para o lado ludico da força :P
      Tô vendo que vou morrer num dindin brabo esse ano. Ja ta convidada ^^

      Excluir