19 de jun de 2012

Torre das Peças de Junho

Voltando com os reports dos encontros cariocas, no começo do mês rolou a Torre das Peças lá no Spoleto. Sabadão tranquilo com a galera fiel. Cheguei para almoçar, e enquanto aguardava a partida marcada, assisti Sunrise City com Victor, Gian e Warny. Jogo interessante de colocação de tiles e apostas para construção imobiliária.

Logo em seguida chegou o convidado do dia, o designer Luish Coelho, autor de Afluentes e Recicle, diretamente de Belo Horizonte para um playtest de seu novo jogo Inconfidentes. Montamos a mesa com Filipe, João, Pedro e eu, enquanto Luish explicava as regras e acompanhava o jogo tirando dúvidas.

 
INCONFIDENTES
 2 a 4 jogadores / +12 / 75 min 

1787, Brasil Colônia, um grupo de revolucionários, chamado Inconfidentes, tenta promover um evento separatista em Minas Gerais. Mas um deles é um traidor. 

Cada jogador é um inconfidente e precisa evoluir na maçonaria e ficar famoso publicando artigos revolucionários enquanto foge dos impostos de Portugal, da polícia que destrói seus artigos, e compete com os outros jogadores.

No início de cada turno, escolhemos os papéis que permitirão a movimentação no tabuleiro e a realização de ações. O tabuleiro modular (que confere alta rejogabilidade) representa a cidade e os locais que os inconfidentes frequentam. A cada turno, uma nova suspeita de traição recai sobre um personagem, tornando mais difícil a sua escolha. Em turnos alternados, existe a cobrança da derrama, e o ouro, já escasso no jogo, vai-se embora mais rapidamente.

Protótipo: tabuleiro central (fotos by João Menezes)


A pontuação é feita com setcolection, é preciso conseguir textos de terceiros e guardá-los no cofre, junto com as medalhas maçônicas. Com um sistema de progressão numérica é feita a contagem de pontos de vitória, que, não por coincidência, tem seu valor máximo em 33 pontos (grau máximo da Maçonaria). 

Protótipo: tabuleiro do jogador (fotos by João Menezes)

Nossa primeira partida estava um pouco truncada ainda, nos acostumando com a habilidade de cada personagem, buscando os textos alheios e sofrendo com a derrama. Usamos pouco o "santo do pau oco", que permite prejudicar o adversário, e a busca por medalhas maçônica também não foi disputada.

Colocação:
João  32 pontos
Renata  26 pontos
Filipe  19 pontos
           Pedro  18 pontos

Terminada a partida, tivemos a oportunidade de avaliar o jogo e analisar os pontos que ainda precisam ser aperfeiçoados. Mas posso adiantar que o novo jogo do fundador da Bico de Lacre é um "euro" histórico de mão cheia. Para quem teve a oportunidade de estudar na terra do pão de queijo como eu, jogá-lo foi uma grande experiência, revivendo cada detalhe da história, da "derrama" ao "santo do pau oco", todos os detalhes foram incluídos no jogo. Um trabalho que dá orgulho de ver e divulgar. Vamos torcer para o jogo ficar pronto até o final do ano para garantir como presente de Natal. ;)


TORRES
2 a 4 jogadores / +12 / 60 min

Torres é um jogo abstrato de administração de recursos e movimentação tática de peças. Os jogadores podem construir castelos e posicionar seus cavaleiros de maneira a atingir a maior pontuação em cada turno


 Em seguida, Filipe foi para outra mesa, e Edu puxou uma de Torres. Joguinho tranquilo e bem interessante que ainda não tinha tido oportunidade de jogar. A cada turno você deve construir novas torres ou aumentar as já existentes, e posicionar seus peões nos melhores locais possíveis. Ao final de cada rodada são computados os pontos. Estes se calculam multiplicando a base do castelo (número de peças que formam a base) vezes a altura da torre que se encontra seu peão.  Além dessa, existem outras pequenas pontuações, e a pontuação especial da rodada para quem consegue acompanhar o Rei.

Tabuleiro ao final do jogo.

Cada jogador ainda possui um deck de cartas especiais muito bom, mas que comecei a usar um pouco tarde demais. A partida foi super disputada entre João e Edu, cabeça a cabeça, mas João conseguiu uma pequena vantagem que garantiu sua segunda vitória do dia.

Colocação:
João 228 pontos
Edu 224 pontos
Pedro 182 pontos
           Renata 170 pontos

SAINT PETERSBURG
2 a 4 jogadores / +10 / 45 min

"Em 16 de maio de 1703, o Czar Pedro, o Grande, fundou a primeira construção. Rapidamente prédios impressionantes são erguidos cada vez maiores e bonitos. Tais construções atraem a glória da aristocracia e pontos de vitória aos jogadores. Todos devem pegar as cartas certas que por vezes estão bem à sua frente."



 E fechando a noite, chamei Shamou pra uma saidera. Sob a supervisão de Victor (nos socorrendo a cada minuto), jogamos uma partida sem compromisso de Saint Petersburg. Fico impressionada com a capacidade que esses meninos tem de conseguir proliferar dinheiro em jogos que pra mim são sempre escassos... Shamou já estava milhardário, e eu contando os trocados a cada rodada. 

Por uma sorte do destino, consegui comprar cartas que me dessem bons pontos de vitória, e foi o que garantiu minha diferença de pontos na rodada final (surpresa total!).



Colocação:
Renata 101
Shamou 97

Rolou ao longo do dia: Egizia, Dungeons & Dragons, Merchants e Marauders, Container, Witch's Brew, Rush & Crush, Lancaster, e muitos outros.

Dungeons & Dragons

Merchants e Marauders

Container

Lancaster

Rush & Crush

Witch's Brew

-=*=-





Um comentário: