21 de mar de 2012

Jogatina à moda antiga

Foi publicada ontem a matéria da Lu Repórter no jornal O Estado RJ, referente ao Spaghetti das Peças.
Infelizmente a matéria precisou ficar bem reduzida e sem fotos, mas a gente publica uma versão mais completa depois.


Por Luciana Biazzi (via O Estado RJ)

Jogos de tabuleiro reúnem fãs semanalmente no Largo do Machado, no Rio de Janeiro 

O relógio marca 18h em ponto de uma quinta-feira e o webdesigner Rodrigo Manique termina de comer um espaguete no restaurante Spoleto do Largo do Machado, quando uma funcionária lhe pergunta se pode retirar seu prato. Ele diz que sim e, ao invés de pedir a conta, pede a chave. A funcionária retorna segundos depois e lhe entrega uma chave. Rodrigo se levanta, vai até um armário de madeira que fica próximo aos banheiros, abre as portas do armário, revelando uma estante com oito prateleiras repletas de jogos de tabuleiro. Ele escolhe um jogo, fecha o armário e volta para a mesa, dando início a mais um “Spaghetti das Peças”, um encontro semanal de fãs de jogos de tabuleiros.

Origens

Tudo começou como uma brincadeira entre amigos que se reuniam em suas casas para jogar. O professor Marco Bouzada, que joga em grupos desde 2002, explica: “aí o grupo começou a crescer e nossas casas ficaram pequenas”. A partir de então eles passaram a marcar os jogos em locais públicos, mas ainda assim permaneciam os problemas para encontrar lugares que comportassem o grupo, que tivessem mesas adequadas e facilidade para comprar comida.

“O Spaghetti das Peças surgiu no início de 2010. Como eu era sócio do Spoleto, que no período da noite tem um movimento mais tranqüilo, já tinha uma coleção grande de jogos e acima de tudo, conhecia diversos jogadores com o mesmo interesse que o meu, decidimos ´juntar a fome com a vontade de comer´ e organizamos o evento”, revela Luiz Fernando Caldas, que como sócio do Spoleto, mandou construir a estante no salão do restaurante para deixar à disposição do grupo mais de 100 jogos de seu acervo pessoal.

A paixão pelos jogos de tabuleiro atrai em média 35 jogadores aos encontros do grupo, o que chama a atenção dos clientes do restaurante, mas não chega a atrapalhar a rotina do estabelecimento.“Além de fazermos o evento num horário mais propício e de menor movimento, mantemos os jogadores numa área reservada. Alguns clientes ficam curiosos para entender e conhecer melhor a respeito, pois de certa forma todos nós temos alguma ligação afetiva com os jogos de tabuleiro, ainda que os eurogames (jogos mais desafiadores, mais elaborados, mais interativos que os tradicionais jogos de tabuleiro. fonte: www.tujogas.com), sejam bem diferentes daqueles que conhecemos na nossa infância e adolescência”, explica Luiz Fernando Caldas.

Os Jogos de Tabuleiros Modernos

Não se sabe precisar quando os jogos de tabuleiros foram criados, estima-se que existam desde tempos imemoriais e, hoje em dia, mesmo enfrentando a concorrência dos jogos eletrônicos e computadorizados, mantém-se na preferência de muitos devido à interação e à sociabilidade que provocam em seus jogadores.

A cineasta Renata Palheiros explica: “o que me faz tão fascinada pelos tabuleiros é a capacidade de, durante um determinado período de tempo, aceitarmos a história que aquele jogo propõe, reunidos com amigos em torno de uma mesa, enfrentando todo os tipos de desafios, da aventura ao desafio lógico e estratégico”. Rodrigo Manique  complementa: “o vídeo-game e o computer-game isolam as pessoas, enquanto o jogo de tabuleiro acaba trazendo-as para perto”.

Várias categorias, uma só diversão


Os jogos de tabuleiros são divididos em categorias: jogos antigos (os que foram criados antes da Revolução Industrial), jogos de guerra, jogos de mercado de massa (os que são lançados comercialmente como brinquedos), jogos de estilo americano e jogos de estilo europeu.

O desenvolvedor de sistemas Daniel Correa, que joga desde 2008,explica com didática:“os jogos americanos – os ameritrashs – têm um visual mais elaborado, são temáticos, possuem muitas regras e textos, têm muita sorte, cartas, dados e pecinhas, demoram bastante, alguns jogos demoram mais de cinco horas por partida. Já os jogos europeus – os eurogames – são minimalistas, têm pouco texto ou nenhum texto, pouca sorte ou nenhuma sorte, têm visual mais simples e as partidas duram menos tempo, duas horas no máximo”, conclui.

Spaghetti das Peças
Todas as quintas-feiras, das 18h às 22h
Spoleto da Galeria do Cinema São Luiz
Rua do Catete, 311, Largo do Machado
http://spaghettidaspecas.blogspot.com

2 comentários:

  1. Muito legal a iniciativa e reportagem. Ainda tenho que conhecer o Spaguetti e a FunBox.São viagens que preciso realizar

    ResponderExcluir