3 de out de 2011

Jogatina “humilde”

No último sábado, nos reunimos na casa do Gian, a convite dele. Eu talvez só chegasse a noite, mas consegui chegar as 16h e curtir o dia com o pessoal.
Era, sem dúvida, a tarde dos chocólatras. Cada um tratou de levar um bom suprimento para abastecer o encontro e depois cair na jogatina.


MANSION OF MADNESS
2 a 5 jogadores / +13 / 120 min

“É um jogo macabro de horror, insanidade e mistério. Cada jogo ocorre dentro de uma história pré-concebida, que fornece aos jogadores um mapa único, mas várias combinações de tramas. Isso afeta os monstros que os pesquisadores podem se defrontar e as pistas que eles precisam encontrar. O guardião controla os monstros e outros poderes malignos dentro da história. Os investigadores vão à procura de respostas, enquanto lutam para sobreviver com suas mentes intactas.”

Quando cheguei, já rolava uma mesa de Mansion of Madness desde as 13 horas com os investigadores Gian, Peter, Groo e Luciana, tendo Daniel no papel de Guardião. Eles lutaram bravamente contra os monstros, contra armas que falhavam, contra a insanidade, a cegueira, entre outros tantos males dentro da sinistra Casa da Loucura. Foram quatro horas de batalha pela vida, mas seus esforços foram em vão, sucumbiram com a pobre Mary sobre os ombros (Who is Mary???) diante do horror provocado por Daniel.

Peter, se armando de coragem pra entrar na sala do monstrão.


Lu, depois de matar o monstrengo com um "peteleco", o devora!
Lu, Gian, Peter, Victor (substituindo o Groo) e Daniel.

IN THE YEAR OF THE DRAGON
2 a 5 jogadores / +12 / 75 min

Durante o ano do Dragão, você tem que estar preparado para construir seu pequeno império, desenvolvendo seus palácios, contratando trabalhores. Mas precisa protege-los da fome e da peste, ter um bom suprimento de fogos de artifício, um exército competente, e claro, dinheiro. Durante doze eventos ao longo do ano, seu planejamento será posto a prova, e aquele que tiver mais pontos de vitória vence.

Na outra mesa, Victor, Warny, Tati e eu encarávamos a fome, a peste e mais um punhado de mazelas no In the Year of the Dragon, do mesmo autor de Macao, Stefan Feld.

Como sempre, a rivalidade entre as lendas acaba gerando dois jogos em paralelo. Mas acho que dessa vez, nem Warny esperava pela distância que o Victor tomou logo no primeiro turno. Distância essa que só aumentou durante o jogo. Só na metade, Warny conseguiu começar a diminuí-la, mas ainda assim era muita. Eu e Tati disputávamos o honroso 3º lugar, que ficou com ela mesma por ter mais experiência no jogo.

Victor (vermelho) disparado na nossa frente (o montinho aglomerado no canto inferior esquerdo).



Tati analisando as opções.

Pra uma primeira partida, me senti bem deslocada, não é um jogo que se consiga localizar de primeira, precisa-se de mais experiência. Mas ele não me fisgou a ponto de querer tomar logo mais uma partida.
Colocação:
Victor 122 pontos
Warny 108 pontos
Tati 89 pontos
           Rê 83 pontos


THE SCEPTER OF ZAVANDOR
2 a 6 jogadores / +10 / 90 min

“Um jogo sobre poder e magia. Os jogadores representam jovens magos que aprendem e desenvolvem seu nível de magia, ostentando a poderosa posição de Arquimago. Para aumentar seu poder e influência, deve-se encantar gemas e pesquisar por conhecimento. O leilão permite a compra de artefatos mágicos e guardiões. Os pontos de vitória são adquiridos através de gemas ativadas, conhecimento, artefatos e guardiões.”


Com o término dos dois jogos, trocamos de lugar pra começar mais algumas partidas.
Victor puxou aquele que lhe rendeu a alcunha de Zavandor, com Leandro, Lu e Tati.
Achei que a temática de magia fosse me interessar, mas o design e o sistema de leilões me desmotivaram. Os quatro foram em buscas das gemas e "liberando expressões" que a audiência deste blog não me permite repetir.
A partida foi longuíssima, e terminou com a vitória já esperada do dono do jogo.

Lu, Victor e Tati no Zavandor.
"Ela (Luciana) estava em último disparado e queria acabar com o jogo, pois estava achando chato.
Eu
(Leandro) apenas a alertei que fazer isto seria entregar a vitória nas mãos de Victor "o vilipendiador" e que a Tati ainda tinha chances de vitória.  E, só para constar, eu não tinha chances de ganhar o jogo " (depoimento de Lelê sobre as reclamações de Luciana diante de sua derrota).

Lele e Lulu, eles se amam XD

 Colocação:
Victor 60 pontos
Leandro 52 pontos
Tati 48 pontos
           Lu 40 pontos

Enquanto isso, a outra mesa ganhou três jogos.


WINNER'S CIRCLE
2 a 6 jogadores / +10 / 60 min

Começamos com Winner's Circle, do Knizia. Acho que a maioria já conhecia, eu só tinha visto por foto mesmo. A mecânica é extremamente simples, num sistema de 4 apostas fechadas em oito cavalos. Serão realizadas 3 corridas, aquele que conseguir mais dinheiro vence.

Fiz a primeira corrida tranqüila, sem me preocupar muito. Os meninos (Warny, Groo, Peter, Gian e Dani) pareciam saber o que estavam fazendo, enquanto eu ia só no instinto. E me dei bem! Fechei a primeira rodada com um pouquinho de vantagem em relação ao Warny. 


 Abrimos as apostas para a segunda corrida, e o coro "cabeça de cavalo" continuava correndo solto! O coitado do cavalo preto (número 7) sempre em último e desprezado não cruzou a linha, mas a rodada fechou, e eu estava novamente na frente! O que fora uma sorte de principiante no começo, começou a preocupar os cuecas da mesa, e todos se voltaram contra mim! Que covardia!!!! 

Prontos pra largada!
Fomos para o tudo ou nada da terceira rodada, ou eu seguia o fluxo com o pessoal e torcia pra ter uma leve vantagem, ou arriscava tudo numa aposta maluca e garantia uma bela vitória. Contrariando meus instintos de taurina, eu parti pra aposta maluca. Não tinha como disfarçar a estratégia, porque era uma chance muito pequena, e advinha quem tinha sido minha escolha pra algoz salvador? O cavalo preto... oras, era a chance de fazê-lo brilhar e se redimir. Não rolou, os meninos me massacraram! Eram cinco contra uma, e do primeiro, acabei indo pro último lugar...
Colocação:
Warny $2500
Gian $2150
Peter $2000
           Daniel $1600
           Groo $1400
           Rê $1100


DIXIT
3 a 6 jogadores / +8 / 30 min

Diante de várias belas imagens, um jogador será o “narrador”, aquele que dirá em voz alta o que a carta escolhida por ele significa. Os demais jogadores deverão escolher, da sua mão, uma carta que se assemelhe a descrita pelo narrador. Todas serão embaralhadas, e todos devem tentar adivinhar qual era a carta original.
                                       
Uma partida rápida antes do Peter partir, e puxamos o Dixit. Jogo rápido, simples e muito bonito, que tem a capacidade de me dar calafrios na barriga e suar frio, pois é quando você precisa colocar sua imaginação em prática que é mais exigido.

Mergulhando de cabeça na linda arte de Marie Cardouat, "A correria do tempo hoje será a correria do tempo amanhã?", "Todos os caminhos levam a Escher", "Van Gogh", "Star Wars", "A Insustentável leveza do ser" eram os temas sacados das cartas. E quanto mais poéticos eram seus narradores, mais non sense eram suas cartas. Alias, acho que o melhor do Dixit são as discussões que sucedem depois da revelação da carta do narrador, sempre dá barraco! XD

Mas a partida foi super rápida, nem chegando a completar duas voltas na mesa, e a colocação dos coelhinhos coloridos ficou assim:
1º Warny Verde
2º Gian Vermelho
3º Rê Amarelo
           4º Peter Azul/Groo Rosa
          5º Dani Branco (pra combinar com a cadeira de poderoso chefão que ele tomou conta e foi até o final  da noite).

Dani na sua poltrona de Poderoso Chefão.

 
BOHNANZA
2 a 7 jogadores / +8 / 45 min

Somos plantadores de feijões, de todos os tipos. Mas somente podemos plantar dois tipos por vez e depois vendê-los. Para facilitar as plantações o jogo possibilita uma extensa negociação entre todos os jogadores. Ganha aquele que terminar com mais moedas.

Nada do Zavandor terminar, então montamos uma mesa de Bohnanza, pra estrear o jogo da Lu sem ela presente (:P).
Engraçado ver como cada um tem um tipo de jogo em que se encaixa, e ver o Warny, uma das lendas assumidas dos tabuleiros, perdido com os feijões deu um lampejo de que pobres mortais possam ter seus dias de glória! (^_^)

Foi um Bohnanza atípico, com todos os fazendeiros muito bonzinhos, mais doando do que negociando suas safras e sementes. Completamente diferente da experiência anterior em que até as mães foram postas em negociação. (O.o")

Mesa atípica de Bohnanza, com Groo, Warny e Gian, fazendeiros bonzinhos.
  Jogo tranqüilo, muitos pontos distribuídos. Resultado final ficou assim:
Colocação:
Rê 15 pontos
Daniel 14
Gian 12
           Groo 10
           Warny 7


BEER & PRETZELS
2 a 5 jogadores / +6 / 15 min

“Os jogadores lançam "bolachas de chopp" sobre a mesa. Cada bolacha tem pretzels ou canecas de chopp desenhadas. Os pretzels têm com diferentes valores, e as canecas de chopp dobram o seu dinheiro. Os jogadores só recebem o dinheiro indicado em uma bolacha se o desenho da mesma estiver completamente visível no final da rodada. Vence o jogador que tiver mais dinheiro no final do jogo.”

Finalmente terminou a outra mesa, e enquanto Victor guardava os componentes, Leandro rapidamente colocou na roda o Beer & Pretzels, um party game que relembra os brinquedos de quermesse em que temos que atirar fichas num círculo com uma grade servindo de barreira. Ótima oportunidade para descobrir que se é uma pessoa azarada (eu) ou larápia (Lelê), porque só ele pra querer convencer que a "envergadura" está nas regras! (Ele se usou de sua altura para vencer a distância entre a barreira e o círculo da mesa).

Detalhe da mesa (cinza: Victor, verde: Rê, rosa: Ray, azul: Lu, amarelo: Leandro).

Lu com seu objetivo de atrapalhar o Leandro.

Era um show de xingamentos de todos os calibres, e naturalmente, todos os adversários se voltaram contra ele, virou um "Todos contra Leandro".Rayana, que tinha chegado há pouco, não se saiu bem na primeira rodada, mas logo pegou o jeito, e quem estava se dando mau éramos eu e Victor. Nossos tiles só deslizavam para fora da mesa, isso quando não tinha a capacidade de expulsar minhas próprias peças para fora da linha. Cada ponto foi disputado no grito, mas não teve jeito. A "envergadura" falou mais alto.
Colocação:
Leandro 40 pontos
Lu 33 pontos
Ray 28 pontos
           Rê 25 pontos
           Victor 24 pontos

Madrugada já chegando, nos despedimos de Victor e Warny, que tenham uma boa estada "nazoropa" e tragam muitas novidades de Essen para contarmos por aqui.
Era a hora de acabar com os jogos mais barulhentos em respeito a vizinhança, então, Leandro e Lu me chamaram pro Colonia, enquanto Groo, Gian, Daniel e Ray testavam a fúria do Drácula.


COLONIA– 1322 A.D.

3 a 6 jogadores / +12 / 120 min

“Colonia, na Idade Média é a maior cidade do "Sacro Império Romano".
Neste jogo os jogadores são os líderes das principais famílias que ocupam posições influentes no Conselho e controlam a fortuna da cidade.
Um elemento crucial para alcançar esta meta é a poderosa Igreja Católica Romana, como foi o caso freqüentemente naqueles dias. Raras e preciosas relíquias aumentam o prestígio e a influência da Igreja. Os jogadores que puderem obter as relíquias mais valiosas terão as maiores chances de vitória!”

Era a vez de tirar as duas vitórias do Leandro que estavam presas nas gargantas minha e da Lu, de quinta-feira. Colonia não é um jogo difícil, seu design, além de bonito, torna o jogo bastante instintivo se utilizando de dias da semana e da sequência de produção e venda de produtos (colher matéria-prima, transformar em produto manufaturado, exportá-los para as cidades européias e ganhar pontos de prestígio). Seu único ponto negativo, a princípio para mim, é a quebra de rítmo proporcionada pelo setup de cada fase (são 6 ao todo). Mas para um jogo que sobreviveu aos ticos e tecos que já começavam a roncar às 2 da manhã, foi aprovado e merece ser jogado novamente.

**Concurso cultural: Dê uma legenda para esta foto! XD**

Entre uma "gorfada" e outra (fugindo para as montanhas), minha leseira, pernilongos assassinos e a clara tentativa fracassada de Leandro se vingar de mim quanto ao último post deste blog, chegamos ao final do jogo vivos, e ansiosos para a contagem dos pontos de vitória. 

(Isso já está ficando chato ¬¬") Leandro garantiu sua terceira vitória seguida sobre Lu e eu, e nós duas ainda conseguimos empatar! Mas como o jogo prevê "n" formas de desempate (são tantas que assustam), tive que me resignar à última colocação mesmo.
Colocação:
Lelê de Vila Matilde 16 pontos
Lu 15 pontos
Rê 15 pontos

Mas preciso registrar aqui (mais) uma citação desse cidadão invicto, muito bem entoada pela Lu no meio da tarde durante o MoM:

"Tenho varias qualidades, mas uma que realmente me falta é a humildade. Também, pedir humildade para  alguém já com tantas outras qualidades, fica difícil. Humildade pra vocês é fácil, pois tem poucas qualidades!"
(Lelê por Lulu)

A mesa de Fury of Dracula abdicou do término do jogo por conta da hora, sem vencedores.

Tabuleiro do Fury of Dracula.

 E é neste clima de reflexão profuuunda que termino o post de hoje, sem antes deixar de agradecer o convite do Gian. Obrigada a você e a Tati por nos receber, pelo ótimo pão de alho que durou apenas dois minutos de tão bom e até a próxima!

Gian, el anfitrion

5 comentários:

  1. Me digam uma coisa...jogaram tudo isso em 1 dia só??? sério que grupo massa e guerreiro!!! é muita coisa em mil estilos, só jogão...e na casa de um..porra tinham umas 10-12 pessoas aí...que show...parabéns...
    Braços

    ResponderExcluir
  2. rsss, tudo num dia só, e olha que nem era maratona! ^^
    Foram 11 pessoas ao todo se revezando em duas mesas.

    Obrigada por acompanhar o blog ;)

    ResponderExcluir
  3. PS.: vc é o Bira do GamesPoA? fica usando perfil camuflagem :P

    ResponderExcluir
  4. é que tenho vergonha de ficar fuçando no blog dos outros com meu perfil, aí uso esse disfarçe...hehehe risos ...não é nada disso é que não devia, mas acabo olhando os blogs as vezes do consultório aí acaba ficando o endereço dele...risos...sou eu sim...
    Adoro o blog de vcs e o perfil da galera, além da quangtidade de bons jogos que praticam....

    Braços

    ResponderExcluir
  5. ahuhauhahauauauah

    Valeu, Bira! Acho ótima essa troca entre os blogs das diversas regiões do país. Tai, isso tb dá post! ;)
    Vou tentar preparar um sobre isso ^^

    ResponderExcluir