18 de ago de 2011

Julho e Agosto Desbussolados

A gente sabe quando o trabalho começa a extrapolar quando não se consegue mais colocar as jogatinas em dia. Então vamos tirar o atraso, e começar a contar, bem rapidinho, mas sem deixar em branco, o que rolou no último mês (antes que eu receba mais ameaças de morte por não ter postado).

Desbussolados da Poça – parte I

Numa tentativa de reunir um grupo constante para jogatinas durante a semana em Niterói, alguns desbussolados de plantão comparesceram para um joga de fim de noite dia 28 de Julho na casa do Marcelinho.

Além de uma noite de teste, era a apresentação do Eduardo, desbussolado importado de Assis - SP , que acabou de aportar em Niterói. E já chegou trazendo coisa boa na bagagem. A noite completou com a chegada do Clã Abbondati com Lucio, Lucas e Bárbara.

Dominion
2 a 4 jogadores / +8 / 30 min

Você é um monarca, assim como seus pais antes de você, de um pequeno reino de rios e campos verdes. Mas você quer dominar um reino muito maior! A partir de um pequeno deck de cartas, você deve comprar as cartas que estão na mesa, aumentando seu próprio deck e adquirindo pontos de vitória.



Começamos com a versão Home Made de Dominion, trazida pelo Edu, e forçando a barra para seis jogadores.
Cartas homemade de Dominion

Talvez por ser a primeira vez e por estarmos com muitos jogadores, a partida ficou longa e desanimada. E como a noite era curta, acabamos determinando um outro tipo de prazo para finalizá-la.

O resultado foi:
Lucio: 40 pontos \o/
Eduardo: 34 pontos
Bárbara: 31 pontos
Lucas: 23 pontos
Renata: 17 pontos
Marcelo: 15 pontos
Bárbara, Lucio, Eduardo, Marcelo e Lucas na mesa de Dominion.

Precisávamos de uma partida rápida para fechar a noite, e entre Coloretto e Monopoly Deal, o pessoal resolveu conhecer o segundo.

Monopoly Deal
2 a 5 jogadores / +8 / 15 min

Por uma casualidade do destino, como só havia jogado em duas pessoas, descobrimos que aplicava a carta “Aluguel” de forma errada. Um daqueles felizes erros, pois tornou o jogo muito mais interessante. Jogamos primeiramente com a “nova variante”, na qual você escolhe a quem aplicará a carta aluguel. A partida ficou disputadíssima.
Marcelo sonhou em se tornar milionário, mas os outros negociantes se voltaram contra ele e o deixaram na bancarrota.  Lucio saiu vencedor pela segunda vez na noite.

Marcelo fotografa a mesa em seu momento de triunfo...

...que não durou muito indo à falência.
Já passava da meia-noite, mas desbussolados não deixam a mesa por causa de um simples relógio. Engatamos uma segunda partida quando Lucio chamou a atenção para que a carta “Aluguel” era aplicada a TODOS os jogadores. A partir daí, o jogo não durou nem cinco minutos. Com uma jogada, Edu detonou todo mundo e ganhou massacrando.
Chegamos a conclusão que a “variante” deixava o jogo mais disputado, e recomendamos.



Fim da noite teste, mas sem muitos frutos, pois continuamos com o problema de encontrar um dia da semana bom para todos.


Fechando bem o mês de Julho

No sábado seguinte, dia 30, era a vez do Castelo das Peças, lá no Spoleto. E por uma feliz coincidência do destino, todos os desbussolados, originais, bastardos, incorporados, adotados, etc, estavam lá (ou quase).

Estava tão cheio que quase rolou uma debandada pra jogarmos em outro lugar. Mas Felipe, nosso sempre querido atendente nº 1, descolou uma mesa, e eu, Fabi, Edu e Daniel fomos jogar Vinhos

Felipe, o mais querido!


Vinhos
2 a 4 jogadores / +10 / 135 min

No jogo, você acompanha a produção de um vinho, desde a plantação de vinhedos, comercialização, exportação e feira do melhor vinho português.

Foi uma partida bastante conturbada, pois era preciso recordar as regras e ensinar ao mesmo tempo. Minha fama de não ter paciência para explicar se alastrou fácil. Foi uma partida atípica, alguns erros percebidos tarde demais que deixaram o jogo mais fácil do que costuma ser. 

Edu, Dani e Fabi concentrados no Vinhos.
Placar:
Fabi 80 pontos \o/
Edu 72 pontos
Renata 54 pontos
Dani 51 pontos

No meio do jogo, várias coisas aconteceram. A mesa da Lu, Tony, Gian e Warny debandaram para testarem o protótipo do Warny (se não me engano) em um lugar mais calmo. Outras pessoas também foram deixando o restaurante mais cedo.

Egizia
2 a 4 jogadores / +10 / 135 min

Samuca e Zé chegaram e jogaram uma partida de Egizia enquanto a nossa ainda não terminava. Neste jogo, todos são construtores no Antigo Egito e competem por ser o construtor mais famoso dos monumentos antigos clássicos como Pirâmides, Obeliscos, Templos, etc.
(Me atualiza quem ganhou.)



Zé e Samuca tentando dominar o Egito.

E pouco antes do final da partida de Vinhos, eis que a sorte grita o nome: “Fabiana!” e ela, sem esperar, acabara de ser sorteada com o melhor prêmio do dia: um novíssimo exemplar de Catan da Grow! Parabéns, Creidi!

Fabi, a grande vitoriosa do noite, entre Fel e Shamou, e Cacá de papagaio de pirata ao fundo.
Bang!
4 a 7 jogadores / +8 / 30 min

Depois de tanto estresse, nos juntamos para um mesão de Bang!: eu, Fabi, Samu, Dani, Zé, Edu e Jano.

No velho oeste, o Xerife, auxiliado pelos seus dois vices, precisa manter a ordem e caçar os foras-da-lei, mas eles e um renegado só querem a cabeça do xerife! É um jogo de mata a mata com muito blefe, duelos, dinamites e cerveja.

Foram duas ou três partidas, já não me recordo, mas divertidíssimas. Zé Alexandre continua sendo um vice de meia tigela! (foge) Jano entrou no clima rapidinho, exterminando todos e sendo um xerife maluco com tendências suicidas!

A propósito, o mesmo comentou sobre uma regra que se costuma usar que não procede, a menos que todos estejam de acordo em usá-la, que se trata de cada jogador tirar duas cartas de personagem e escolher qual prefere.

Se não me engano ainda rolou um Zombie Dice rápido enquanto eu e Zé jantávamos. Samuca ficou na vontade de jogar Dixit, mas não foi dessa vez.
Enquanto isso, nas outras mesas, rolaram: Catan, Shadows over Camelot, Glen More, Dixit, SmallWorld Underground, e muito mais.

Glen More

Colonizadores de Catan

Dixit

Shadows over Camelot

SmallWorld Underground

Spaghetti do Warny

Abrindo Agosto, quinta, dia 11 foi um Spaghetti especial, pois era aniversário do Warny.
Fui mais para dar uma abraço, e aproveitar a viagem pra uma reunião rápida de trabalho, se rolasse joga estaria no lucro.

Quando cheguei, todos já estavam jogando. Acompanhei uma partida ótima de Dream Factory, do Reiner Knizia. Através de um sistema de leilão, você deve conseguir produzir filmes que lhe dêem mais estrelas (pontos de vitória). O mais divertido são os nomes parodiados dos atores, diretores e filmes. Paula detonou todos com sua Bollywood. Estavam na mesa Filipe, Gurgel, Marcos e Bruna.



Depois jogamos Dixit Odyssey (finalmente, Samu!) com o mesmo pessoal. O jogo é visualmente lindo! Incrível mesmo, e você poder fazer simplesmente qualquer coisa para exemplificar o conteúdo da sua carta é genial, pois quando as cartas são baixadas, é impressionante como todas, as vezes tão diferentes entre si, possam ter o mesmo significado.




Pra fechar, jogamos uma partida de Catan (porque achei que seria rapidinho... sei...). Foi uma das melhores e mais disputadas partidas que já joguei. Ganhei um inimigo eterno logo no meu segundo movimento, o Marcos. Mas apesar dele me azucrinar o jogo inteiro, não fez nem cosquinha. Bruna se tornou uma grande adversária, e disputamos ponto a ponto. A disputa demorou tanto, que Gurgel conseguiu quase nos alcançar jogando praticamente sozinho (ele nunca negociava). Na última rodada, que estava por um fio, era Bruna ou eu. Ela tinha a vantagem de jogar antes, mas não conseguiu fechar. Na minha vez, o número cinco, que não tinha saído durante todo o jogo, deu o ar da graça, me trazendo triguinhos abençoados que me permitiram colocar mais uma cidade e fechar a partida com os 10 pontos.


Desbussolados da Poça – parte II

Como somos muito persistentes, continuamos tentando implantar uma jogatina em Niterói. Esta foi bem improvisada, na verdade, caí de pára-quedas com o Edu na casa do Marcos Felipe, que já ia receber alguns amigos para jogar no sábado, dia 13 de Agosto.

Eu estava louca para jogar o 7 Wonders do Edu, e Marcos também, pois tinha ganho a expansão 7 Leaders.

7 Wonders
2 a 7 jogadores / +10 / 30 min

Cada jogador é responsável pela construção de uma das sete maravilhas do mundo. Ao longo de três eras, os jogadores precisam acumular matérias primas e produtos manufaturados, construir um exército, desenvolver-se cientificamente, comercializar produtos, e claro, acumular pontos de vitória para ganhar o jogo.

Começamos com eu, Edu, Marcos, Bruna e Ricardo. Minha maravilha era os Jardins Suspensos da Babilônia, que dava o bônus de ciências. Me foi útil, mas teria sido melhor se o Edu não tivesse construído um complexo cientifico gigantesco. Eu e Bruna tomamos ferro com nossos exércitos. Ainda bem que só disputamos com o vizinho de mesa, se não, teríamos apanhado de todos os outros. Mas nossa revanche estava por vir.
Ricardo ganhou com ótima pontuação, 56 pontos, seguido por Marcos com 51 e Edu com 48. (falta saber a minha e da Bruna. Obrigada, Marcos ;) ).

Enquanto o pessoal almoçava, jogamos rapidamente Coloretto, já com a presença da Ludmila, que segundo Bruna e Marcos, é uma lenda do Catan. Taí, quero uma partida de Catan com ela, Bruna e Bárbara, vai pegar fogo!

Bang! + Wild West Show
4 a 7 jogadores / +8 / 30 min

Depois de todos alimentados, começou a saga Bang. Foram 3 partidas. A primeira, introdutória, com o jogo base. A partida mais rápida do mundo! Eduardo de xerife, foi massacrado pelos bandidos (eu)!

Queria muito experimentar a expansão Wild West Show, que como diz o nome, deixa a partida muito mais selvagem. Mas não foi muito bem aceita pela mesa, pois talvez fosse hardcore demais para quem só tinha jogado uma vez.
Além de ter novos personagens com poderes especiais, como por exemplo 9 vidas, as cartas WWS mudam completamente o perfil do jogo: todos podem virar renegados, os jogadores trocam de lugar na mesa, os jogadores trocam de personagem, etc.

Mas ainda quero jogá-la de novo com o pessoal mais sanguinário!

Mais um casal de amigos chegou, e partimos para a terceira partida. Não fluiu tão bem, pois a galera já estava meio cansada. Alexandre, que acabara de conhecer o jogo, venceu como bandido. (Sem tirar o mérito do menino, se o Marcos não tivesse mania de perseguição, poderíamos ter feito um duelo final! Humpft!)
  
Já estava tarde pra voltar, então tive que me despedir do pessoal. Bom saber que cada vez mais temos bons jogadores em Nikity. Agora é só conseguir juntar esse povo todo com mais freqüência! ;)



3 comentários:

  1. Renata,

    agora você já conhece aqui e é sempre bem vinda. Pena que o espaço não ajuda muito, e nem sempre está 'livre'.

    Obrigado por ter vindo e trazido o Edu que foi muito gentil em nos apresentar o 7 Wonders (eu adorei o jogo!).

    A pontuação de todos não lembro, mas Ricardo venceu com 56 pontos, seguido por mim e pelo Edu com 51 e 48, respectivamente.

    ResponderExcluir
  2. SAUDADES.COM.BR

    Será que conseguiremos jogar juntos novamente ainda nessa vida?

    Sniffff

    ResponderExcluir
  3. @marcos valeu, rival! precisamos acertar mais esses encontros. E obrigada pela tarde, foi ótimo conhecer o pessoal novo ^^

    @luuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu *abraça* tb estou com saudades!!! quinta estarei no spaghetti, pode marcar o que vc quiser q to dentro!

    bjs

    ResponderExcluir